Aparat anti gandaci

Postado por in Non categorizzato | 0 Commenti

Gel anti gandaci

Aparatul cu ultrasunete si dispozitivul de lupta impotriva insectelor, este o modalitate eficienta de a rezolva astfel de probleme neplacute, precum prezenta tantarilor, gandacilor, sobolanilor si soarecilor in casa. Gandacii provoaca disconfort, poarta diverse boli si aceasta este o lista incompleta a problemelor pe care insectele si rozatoarele care au intrat in casa, le pot provoca. Un aparat anti gandaci cu ultrasunete este un mecanism complex, care ofera protectie impotriva insectelor, actionand asupra sistemului nervos a acestora. Utilizarea ultrasunetelor este cea mai eficienta atunci cand sperie tantarii, actionand asupra naturii capacitatii acestor insecte de a comunica. Pentru a avertiza rudele despre pericolul sau transferul altor informatii, tantarii folosesc valuri ultrasonice de o anumita frecventa. Gandacii nu comunica cu utilizarea ultrasunetelor, astfel incat un aparat de gandaci cu ultrasunete de joasa putere, nu influenteaza in mod active gandacii, ceea ce poate dezamagi cumparatorul. Dar dispozitivul din gandaci de o anumita capacitate, are un efect negativ pe termen lung asupra vietii acestei insecte, in special asupra sistemului nervos.

leggi di più

Livrare flori Bucuresti si Floraria de Vis

Postado por in Non categorizzato | 0 Commenti

Alegerea cadoului perfect poate fii o adevarata bataie de cap in zilele de astazi. Cu siguranta ca va aflati aici pentru a fii la curent cu ultimele noutati venite din partea florariilor online ce ofera servicii de livrare flori Bucuresti. Pentru a va scuti din cautari, va recomandam Floraria de Vis pentru alegerea unor servicii trainice care cu siguranta ca vor satisface pana si pe cel mai pretentios client.

leggi di più

Duas listras

Postado por in Non categorizzato | 0 Commenti

Duas listras mudaram completamente a minha vida. Uma ao lado da outra elas sinalizavam positivo para uma gravidez. E assim eu descobri que não era somente uma. Dentro de mim havia mais de uma vida, uma pessoa completamente nova e entregue aos meus cuidados a partir dali.

Desde esse dia eu descobri que gestação é chegada. Nove meses e o bebê vai chegando aos poucos. No início, pra mim, ele chegou em forma de náuseas, mal estar, muito sono, cansaço, desânimo. No correr das semanas a chegada transformou-se em emoção a cada nova ultrassom. As batidas do coração e o mover do bebê tornavam palpável o que antes era abstração.

Depois foi a hora de saber o sexo: menina. Escolher um nome: Carolina. E a abstração revestiu-se de cores, entusiasmo das pessoas que me rodeavam e uma emoção latente dentro em mim. Eu serei mãe.

Há dias bons, onde os sintomas de chegada se anunciam de forma não invasiva ou dolorida, onde as perspectivas se anunciam boas. Há dias de dores físicas e emocionais, de medos, lágrimas, incertezas.

A gestação é chegada. E a cada novo abrir das portas e janelas dentro dentro de mim pra receber esse novo ser me sinto diferente. Sinto minha visão expandida. Passei a entender que as chegadas aos poucos nos preparam para nosso encontro. Em breve nascerá Carolina. Em breve nascerei como mãe. Nos reconheceremos nos nossos novos papéis, nos acolheremos. Nascimento é encontro.

leggi di più

Direito ao desgosto

Postado por in Non categorizzato | 0 Commenti

Não gosto de poesia. Tampouco de quadrinhos. Mas leio às escondidas. Superficialmente, julgo eu, sei conversar sobre os dois sem passar muita vergonha diante de quem gosta e/ou notadamente domina mais o assunto do que eu. O que não quer dizer que aprecie. No que consiste apreciar?

Semana passada um amigo me irritou questionando meu desamor por quadrinhos. O mesmo amigo já havia rechaçado meu desgosto por poesia, inclusive costuma falar comigo sobre o assunto como se eu fosse grande entusiasta dele. Fui dormir irritada com isso. Desgostar é um direito. Nem tudo nos salta aos olhos, nem tudo faz dentro em nós uma casa. Diante de tantas coisas que me empolgam verdadeiramente, me fazem passar dias em transe apaixonada, por que me ocupar justo do que não me provoca absolutamente nada disso?

Não tenho respostas. Mas defendo o direito ao desgosto. Desgoste de poesia você também! Não sem antes conhecer Ana C, Leminski, Chacal, Manoel de Barros, Ana Guardalupe. Odeie quadrinhos, mas leia Persépolis e Frango com Ameixas. Não passe largo de Retalhos e não devolva à prateleira sem ler o Palestina, de Joe Sacco. Mas resguarde em si o direito, um íntimo prazer, em não guardar dentro em si um sabor especial para quaisquer desses autores ou livros. Desamor é prazer também, ora.

leggi di più

‘Persépolis’, de Marjane Satrapi

Postado por in Non categorizzato | 0 Commenti

Li Persépolis há algumas semanas e o livro ainda não me saiu da cabeça. Tanto que ainda não consegui começar nenhuma nova grande leitura. Basicamente tenho passado o tempo que poderia estar lendo outros livros pesquisando elementos do Persépolis: Irã, cultura iraniana, obrigatoriedade do uso do véu para as mulheres, revolução e ditadura.

Persépolis é o relato em forma de história em quadrinhos de Marjane Satrapi, ilustradora e escritora iraniana. Nele, Marjane conta sua história e consequentemente um pouco da história do Irã por meio de desenhos de seu próprio traço. O título é uma referência à denominação da antiga capital do império persa, onde hoje está situado o território do Irã.

A história do Oriente Médio me instiga. Pelo choque cultural com o Ocidente, onde nasci e me criei e donde nunca saí. A história de Marjane, especificamente, me seduz e desperta curiosidade por ela ser uma transgressora dos limites da ditadura iraniana e uma questionadora dos ditames.

O traço de Marjane traduz a atmosfera de animosidade do Irã em tempos ditatoriais e conta as agruras de uma sociedade repressora onde ela não se encaixava e tentava subverter. Em quadrinhos ela relata situações, confusões, suas retiradas do país e a dificuldade de se encontrar em culturas mais permissivas, o retorno ao Irã, as mudanças políticas, seus dramas pessoais, casamento, separação, faculdade, trabalho, encontros e desavenças.

Em 2007 o livro virou filme de animação também no traço de Marjane. No mesmo ano foi indicado ao Oscar de melhor filme de animação, mas acabou perdendo a estatueta para Ratatouille.

leggi di più

Sobre retornos

Postado por in Non categorizzato | 0 Commenti

Sobrevivi a uma turbulência.

Não, não se trata de viagens de avião. Há tempos não entro em um, para ser bem sincera. Por turbulência entenda-se o final da minha faculdade de jornalismo, que se arrastou pelos últimos sete anos de minha vida.

O último semestre da faculdade foi um tanto caótico, mas encontrou seu fim e agora há tempo em minha rotina para literatura e as demais peças que compõem o Mosaico deste blog.

Estamos oficialmente de volta aos trabalhos.

leggi di più